A Mecalux conclui o processo de automatização dos armazéns da Porcelanosa Grupo em Castellón

O maior centro logístico de cerâmicas do mundo a serviço da Porcelanosa

Com a inauguração do centro de logística para a empresa de pavimentos e revestimentos Venis, a Porcelanosa Grupo concluiu seu ambicioso plano de ampliação e modernização de seus centros de armazenagem iniciado em 2003. Nestes anos, o importante grupo empresarial espanhol confiou na Mecalux para a automatização dos 5 centros de logística localizados na sua sede de Villareal, Castellón, como fator essencial para sustentar o crescimento das empresas do grupo em todo o mundo.
O espaço de armazenagem está totalmente automatizado com 10 transelevadores bicoluna

Necessidades do cliente

A Porcelanosa Grupo, formada por 8 empresas líderes em seus respetivos setores, é um dos grupos espanhóis com maior reconhecimento e projeção em âmbito internacional, estando presente em mais de 100 países.

Tendo em consideração o crescimento do grupo e a certeza de que fatores como armazenagem e manipulação do produto final são fundamentais para obter uma sólida vantagem competitiva, a empresa apostou no início do novo século na automatização de seus 5 centros de logística localizados na sua sede de Villareal, Castellón: em primeiro lugar o da Porcelanosa, seguido pelos da Ceranco, L’Antic Colonial, Noken e, por último, em 2012, o da Venis, uma referência na fabricação e no design inovador de azulejos, grés e grés porcelanato. Todos eles foram construídos em colaboração com a Mecalux, que teve em consideração, as necessidades e características do produto. 

O centro logístico criado para a Venis completou o processo de modernização e contribuiu para o objetivo do grupo de atingir uma capacidade de 275.000 paletes. Outro objetivo era de interligar a instalação de produção da Venis ao seu centro de logística, eliminando os custos de transporte e agilizando o movimento do produto. Para atingir estes objetivos, a Mecalux implementou as soluções de armazenagem mais inovadoras e eficazes em todas as partes do processo: recebimento, armazenagem, picking e expedição. 

O resultado é um armazém totalmente automatizado de 7.000 m², com uma capacidade para mais de 65.000 paletes e um notável aumento na velocidade de entrada e saída de mercadoria.

Solução proposta pela Mecalux

Para satisfazer as necessidades da empresa Venis, a Mecalux construiu um edifício de 32 metros de altura e 278 metros de comprimento. O espaço é dividido em várias áreas coordenadas através do software de gestão de armazéns Easy WMS da Mecalux, que permite o gerenciamento dos diversos processos, monitoramento e controle de todas as referências da empresa.

Área de recebimento:
O ciclo é iniciado pelos paletes juntamente com o produto acabado, sendo transportados desde o centro de produção até o CD através de um túnel subterrâneo com mais de 1 km de comprimento equipado com transportadores. Uma vez no CD, os paletes são transportados até a cabeceira do armazém automático com a ajuda de elevadores duplos, que permitem carregar dois paletes de até 1.600 kg cada. Além da entrada através do túnel, o armazém dispõe de outra entrada auxiliar para paletes provenientes de outros centros.

Uma vez na cabeceira do armazém, os paletes se deslocam sobre os transportadores de roletes e correntes até o posto de identificação, onde o software de gestão de armazéns Easy WMS da Mecalux controla qualquer ocorrência. É aqui que se mede e pesa cada palete, assim como se testa seu perfeito estado.

Zona de armazenagem:
O espaço destinado à armazenagem é estruturado em 10 corredores de 1,75 m de largura, nos quais circulam 10 transelevadores bicoluna que atendem 20 estantes de 31 metros de altura. Estes transelevadores deslocam-se por corredores com grande rapidez (até 180 m/minuto) e são capazes de levantar os paletes a uma velocidade de 48 m/minuto, alocando estrategicamente a carga nos vãos disponíveis, seguindo as ordens emitidas pelo software de gestão. Os transelevadores podem realizar até 237 ciclos combinados por hora.

A mercadoria com maior rotatividade é colocada na parte mais próxima da cabeceira, propiciando portanto economia de tempo e deslocamento.

Outra das características dos transelevadores é o fato de serem eficientes em termos energéticos, pois são capazes de recuperar um valor médio de 15% da energia consumida, sendo nesse sentido coerentes com o compromisso ecológico da empresa, além de proporcionar economia de custos.

A Mecalux previu igualmente o crescimento da empresa, razão pelo qual o armazém foi concebido com espaço suficiente para uma futura expansão que permitirá a instalação de até 5 novos transelevadores.

Área de picking:
A manipulação de mercadorias necessitou igualmente de algumas soluções específicas da Mecalux, tanto para a zona de preparação de pedidos, mais complexa, quanto para a zona de manipulação de paletes completos.

Na área de picking, foram disponibilizados 8 postos de trabalho a fim de preparar um total de 31 pedidos simultaneamente. O software de gestão de armazéns (SGA) também controla a preparação e a expedição dos pedidos, permitindo concluir 4 pedidos de uma só vez por posto de picking.

Nesta zona também se deu atenção especial à ergonomia e à prevenção de riscos. Como exemplo, foram instalados braços articulados pneumáticos permitindo que os operários manipulem a carga sem esforço, facilitando os movimentos do processo. Por outro lado, as mesas de picking são equipadas com sistemas hidráulicos que permitem ajustar sua altura, melhorando a postura dos operários. 

Por último, duas lançadeiras duplas percorrem os corredores de picking, distribuindo os pedidos completos nos postos de saída.

Zona de expedição:
Para facilitar a circulação rápida e segura do pessoal entre as zonas de picking e de expedição, foi construído um túnel que une ambas as áreas de trabalho, evitando, portanto, a área de circulação das lançadeiras.

A zona de expedição dispõe de duas áreas para os paletes completos e outras duas para armazenar os pedidos provenientes do picking. Os paletes completos são distribuídos ao longo de 6 linhas de cada lado do armazém. Os que provêm do picking são embalados para posterior saída.

Benefícios para o cliente

Com a inauguração do centro de armazenagem da Venis, a Porcelanosa Group concluiu o processo de modernização das instalações na sua sede de Villareal, Castellón, dando origem ao maior centro logístico de cerâmicas automatizado do mundo. Dessa forma, atingimos o objetivo de alcançar uma capacidade de armazenagem de 275.000 paletes, assim como o aumento da eficácia e da qualidade do serviço destinado a seus clientes.

A instalação de transelevadores, transportadores, elevadores e lançadeiras, juntamente com a implementação do software de gestão Easy WMS, permitiu a automatização de todos os processos logísticos, e controlar perfeitamente todos os produtos. Isso possibilita, entre outras coisas, os seguintes benefícios:

  • Maior produtividade, ao multiplicar a velocidade nas operações de entrada e saída de paletes, assim como nas operações de preparação de pedidos;
  • Inventário em tempo real e rastreabilidade máxima;
  • Aproveitamento adequado do espaço e flexibilidade para ampliações futuras;
  • Notável melhoria das condições de trabalho, uma vez que os sistemas robotizados maximizaram a segurança no trabalho.
  • O espaço de armazenagem está totalmente automatizado com 10 transelevadores bicoluna
  • O novo armazém mede 7.000 m² e tem capacidade para mais de 65.000 paletes

Ficha técnica

Armazém automático para paletes
Comprimento das estantes: 160 m
Largura das estantes: 42,5 m
Altura das estantes: 31 m (até à treliça)
N.º de estantes: 20
N.º de corredores: 10
Largura do corredor: 1.750 mm
N.º de transelevadores: 10
N.º níveis de carga: 23
Nº de módulos por estante: 71
Altura dos níveis de carga: de 600 a 1.450 mm
Capacidade por vão: 2
Capacidade total: 65.320 paletes
Solicitar informação e/ou orçamento

Fale com um especialista 0800-770-6870

-