Alzamora

31/08/2011

ARMAZÉM AUTOMÁTICO PARA PALETES

ALZAMORA PACKAGING APOSTA EM UM ARMAZÉM INTELIGENTE

UM PROJETO INDUSTRIAL DE FUTURO

A nova planta industrial de Alzamora Packaging dispõe de um armazém automático com prateleiras de dupla profundidade, cuja missão é ordenar e centralizar em um único espaço o estoque de matéria-prima, ferramentas e produtos acabados. Com apenas dois corredores de prateleiras, o armazém possui capacidade para mais de 8.000 paletes.

UMA EMPRESA CENTENÁRIA

Alzamora Packaging teve sua origem em uma sala de imprensa e papelão manipulado fundada em 1.900, Pere Alzamora Michel. Hoje é uma empresa centenária e uma das primeiras empresas espanholas em seu setor de faturamento. Trabalha principalmente no mercado espanhol e francês e é pioneira em inovação, fato endossado pelos prêmios que receberam por suas criações. Em 2.003, a prioridade de Alzamora foi completar a mudança para novas instalações, onde, conscientes que a evolução garante o futuro, optaram por incorporar tecnologia de ponta no sistema de produção e armazenagem.

A empresa Alzamora Packaging, uma das principais empresas espanholas do setor de embalagem, mudou sua sede para modernas instalações situadas nos arredores da cidade de Olot (Girona), onde conta com uma fábrica equipada com tecnologia de última geração e um armazém inteligente. O novo espaço, de estrutura autoportante e com uma capacidade máxima de 8.182 paletes, armazena tanto a matéria-prima como as ferramentas (basicamente metal fundido) e o produto acabado. O armazém possui quatro prateleiras de dupla profundidade, onde os garfos do transelevador pode introduzir o palete até uma segunda profundidade. Graças a este sistema, com apenas dois corredores (atendidos por dois transelevadores) estão habilitados oito prateleiras, poupando espaço.

Alzamora Packaging centraliza sua atividade na impressão offset e na manipulação de materiais como papelão e plástico. Antes de construir sua nova fábrica, os responsáveis pela Alzamora visitaram algumas empresas do setor de embalagens, situadas em diferentes continentes, e se reuniram com os principais fabricantes de máquinas do seu setor. Tomadas as devidas referências, a empresa escolheu, segundo explica o diretor comercial, Josep Maria Berga, os diferentes elementos para configurar "um projeto industrial para o futuro, adaptado ao lay-out da produção e que proporcionasse uma grande flexibilidade." No caso do sistema de armazenagem, Berga assegura que apenas uma das empresas de packaging que visitou -em particular uma japonesa- contava com um armazém inteligente.

O novo armazém possui um comprimento aproximado de 90 m e uma altura de 26 m. Existem dois pontos de entrada para mercadorias paletizadas, um para matéria-prima e ferramentas e outro para produtos acabados. Em ambos os casos, um shuttle car ou um véiculo lançador é responsável por recolher os paletes e movê-los para um caminho de roletes, que finalmente os deixam acessíveis para os garfos do transelevador. Como unidade de carga utiliza-se euro paletes com alturas de 1.300 e 1.550 milímetros, já que uma das particularidades de Alzamora é que, para guardar os metais fundidos, utiliza gaiolas de metal adaptadas sobre a base dos paletes. Além disso, o sistema suporta que a carga sobressaia cinco centímetros da base, tanto no comprimento como na largura, de modo que, se o euro palete mede 800 x 1.200 mm, o limite para a mercadoria ser armazenada é de 850 x 1.250 mm.

Máximo desempenho

Em sua sede anterior, Alzamora tinha um armazém de produto acabado de 2.500 m² de superfície com prateleiras de paletização para 3.000 paletes. A matéria-prima, no entanto, era armazenada no chão ao lado das máquinas.

Mas a nova fábrica é projetada para adaptar o fluxo interno de materiais à lógica produtiva. Assim, a fábrica, que está anexa ao armazém inteligente foi projetada em um "U" para que a matéria-prima saísse do local armazenado, passasse por todas as estações de trabalho e encerrasse o ciclo voltando a entrar no armazém pelo outro extremo de sua cabeceira. O mesmo circuito serve para que o produto acabado seja introduzido no armazém ao final dos processos. Sobre esta disposição, o diretor comercial da Alzamora diz que "não basta ter máquinas de última geração; você deve ter um equipamento e um ambiente condicionado para aproveitar o máximo desempenho. Portanto, temos estudado a logística dos materiais, para manter uma lógica produtiva que ao mesmo tempo facilite seu estado".

Alzamora também aproveitou a mudança para novas instalações para reestruturar as seções. Para isso, isolaram os metais fundidos (criam muita poeira e não devem estar junto com os freios, porque se o pó vai para as cintas que cortam ou dobram podem riscar as caixas) e deu a todos os departamentos temperatura e umidade ideal. Também foi soterrado o material desperdiçado após o corte das prensas: duas correias transportadoras subterrâneas, que correm por baixo das máquinas recolhendo os desperdícios e evitando que a poeira circule pelo ar da fábrica.

Os cortes caem por alguns tobogãs até uma fita ou outra, dependendo do material utilizado, deste modo se realiza uma coleta seletiva. No final das linhas subterrâneas uma máquina se encarrega de compactar os resíduos até formar fardos, que estão prontos para a reciclagem. Este sistema de coleta também permite dispensar os sistemas de vácuo usual, uma vez que as vibrações emitidas por esses aparelhos também facilitam a dispersão de partículas de poeira.

Traje na medida

As atividades desenvolvidas por Alzamora cobrem todo o processo produtivo de embalagens: criatividade, pré-impressão, montagem preliminar, impressão, metais fundidos, corte, dobra e manuseio. A empresa fabrica e fornece embalagens litografadas, plastificadas, estampadas e com relevos a seco, assim como todo tipo de caixas, expositores, materiais de PDV (publicidade no ponto de venda), etc.

Graças ao duplo fundo, com apenas dois corredores (atendidos por dois transelevadores), habilitou-se oito prateleiras poupando espaço.

FICHA TÉCNICA

Comprimento das prateleiras: 87,5 m (comprimento total)
79,3 m (comprimento módulos de carga)
Largura da prateleira: 15 m (racks de 1.100 mm)
Altura da plataforma: 25,8 m (altura total da estrutura)
24,5 m (altura livre sob treliça)
Número de corredores: 2
Número de prateleiras: 8
Unidade de carga:
palete 800 x 1.200 x 1.300/1.550 mm
Carga com medidas de 850 x 1.250 mm
Carga máxima: 700 kg / palete
Capacidade total: 8.182 paletes
Paletes movidos / hora: 102
Shuttle car: 1 unidade
Posições de entrada: 2 (para matéria-prima e ferramentas e para produto acabado)
Transelevador: 2 unidades de duplo fundo
Ciclos simples por hora: 47,33 Cs / h
Ciclos combinados por hora: 25,58 cc / h

DESENHO E CARACTERÍSTICAS DA INSTALAÇÃO

ABORDAGEM INICIAL

Os requisitos iniciais do cliente obrigam a projetar um sistema automático capaz de armazenar produtos com características diferentes de forma simultânea. Usando critérios de localização caótica para otimizar o uso do espaço, o armazém pode tratar de forma paralela a matéria-prima, ferramentas e produto acabado.

Outra condição exigida pela Alzamora Packaging era ter um sistema de armazenamento que permitisse uma grande capacidade de estoque sem penalizar o espaço utilizado e sem afetar o desempenho global da instalação. Para isso implementamos um sistema de armazenagem com o dobro de profundidade de prateleiras, que torna rentável o armazenamento e a manipulação de grandes lotes de fabricação.

NECESSIDADES A CORRESPONDER

Como resultado de um estudo anterior, determinou que o armazém da Alzamora Packaging devia ter uma capacidade de aproximadamente 8.000 paletes e devia estar preparado para mover até 100 paletes por hora. As duas máquinas instaladas são capazes de lidar com cerca de 51 paletes por hora cada. (25,5 paletes de entrada e 25,5 paletes de saída).

Para o cálculo das aberturas do armazém, se levou em conta os diferentes formatos de carga geridos pelo cliente, a quantidade de pacotes movidos por dia, e a previsão de crescimento a curto e longo prazo. Outro valor importante na hora de desenhar o armazém foram os movimentos exigidos pelo cliente, examinamos as diversas funções a serem executadas pelo armazém:

- Receber produto procedente de compras ou fábricas externas.
- Receber um fluxo contínuo de paletes da área de produção.
- Executar processos de picking de matéria-prima.
- Abastecer a fábrica de ferramentas necessárias.
- Preparar os embarques de paletes completo para os clientes.
- Executar processos de picking para expedições a clientes.

DESCRIÇÃO DA SOLUÇÃO INSTALADA

Transelevador de dupla profundidade

Dois transelevadores de fundo duplo foram instalados, com uma altura aproximada de 24 m e uma capacidade máxima de 700 kg.

Shuttle-Car

As diferentes pistas de entrada e saída se comunicam entre si com um sistema móvel de distribuição de paletes. Optou-se por um transportador móvel sobre pistas.

Periferia
Entradas procedentes de produção

Os operários da Alzamora Packaging depositam os paletes procedentes da área de produção ao lado de 800 mm. A partir deste ponto o procedimento de entrada é totalmente automático, porque o sistema do armazém identifica o palete e se comunica diretamente com o sistema de produção para coletar todos os dados da entrada.

Simultaneamente, se realiza uma verificação completa da integridade do palete, verificando as dimensões externas, o peso máximo permitido, e o alinhamento correto.

Entrada de mercadorias do exterior (compras)

Os paletes procedentes de compras são inseridos diretamente no armazém uma vez que o sistema de gestão da Alzamora Packaging verificou e etiquetou todos os pacotes. Os operários depositam os paletes na área de entrada e executam uma leitura do código de barra. A partir deste ponto, os paletes entram no armazém de forma totalmente automática.

Também realiza a verificação completa da integridade do palete, verificando as dimensões externas, o peso máximo permitido, e o alinhamento correto dos blocos.

Saída para produção e expedições


Todo o material procedente do armazém automático é direcionado para um único ponto de saída. O palete é enviado automaticamente por um sistema de rolos para um
ponto final, onde o operário pode pegá-lo no lado de 800 mm usando um transpalete.

O sistema de software exibe o destino de cada um dos paletes no ponto de partida, facilitando também uma lista de trabalho quando é necessário a realização de um processo de picking sobre o palete.

INTEGRAÇÃO COM O SISTEMA DE GESTÃO DA ALZAMORA PACKAGING

Um dos requisitos estabelecidos pela empresa foi a integração total dos procedimentos do armazém, com seu sistema de gestão. Consequentemente, nós projetamos um conjunto de interfaces que permitem que os operários do armazém minimizem ao máximo as operações sobre terminais, dotando ao sistema total automação no processo de entradas e saídas de paletes completos.

Mais informações

Solicitar mais informações

Se deseja saber mais sobre nossa empresa e produtos, entre em contato.