Vantagens e desvantagens das eletrovias

06/02/2018

As eletrovias são um dos sistemas de transporte de mercadoria mais ágeis que podem ser instalados em um armazém. Suas principais vantagens são a alta eficácia, velocidade e fluxo contínuo de movimentos, pois são capazes de transferir paletes ininterruptamente durante 24 horas por dia. No mercado são comercializados dois modelos com aplicações e desempenho diferentes: as eletrovias aéreas e as de pavimento.

 

Uma das vantagens das eletrovias é sua elevada velocidade de transporte

 

É um sistema de transporte descontínuo composto por carros automáticos acionados por um motor elétrico. Seu deslocamento é por um trilho eletrificado em forma de “I” que pode estar tanto suspenso no teto, no caso das eletrovias aéreas, quanto fixado no pavimento do armazém para o modelo de solo. Sua missão é transferir os paletes entre as diferentes estações localizadas ao longo de seu percurso.

As eletrovias substituem os transportadores de roletes ou correntes, embora também possam ser combinados com os mesmos, quando é preciso construir circuitos de médio ou grande comprimento ou quando existe a necessidade de ter um transporte rápido entre diferentes estações de carga e descarga. Da mesma forma, os transportadores em suas diferentes versões são os elementos de ligação que formam as estações de carga e descarga.

O número máximo de paletes em movimento é limitado pelo número de carros existentes. No entanto, podem ser adicionadas posições de acumulação com transportadores em áreas específicas do circuito.

Os carros, que incorporam correntes ou roletes, podem transferir produtos de diferentes tamanhos, pesos e suportes (sejam paletes ou contêineres). É um sistema de transporte válido para europaletes (800 x 1.200 mm), paletes de 1.000/1.200 x 1.200 mm e paletes médios (600 x 800 mm).

 

O circuito das eletrovias pode ser facilmente modificado

 

Vantagens das eletrovias

A utilização das eletrovias é muito comum em armazéns e centros de produção devido às inúmeras vantagens que oferece:

  • Transporte autônomo inteligente: os carros funcionam de forma individual, transferindo a mercadoria entre o ponto de origem e o de destino. A sincronização entre carros contíguos é permanente, cada um deles faz a ligação com o carro que tem em frente e atrás através do programa de controle.
  • Elevada velocidade de transporte: os carros têm a capacidade de se deslocarem a uma velocidade máxima de 120 m/min sem carga ou 100 m/min transportando uma carga de 1.000 kg. Esse sistema é muito mais rápido do que os transportadores de correntes e roletes (cuja velocidade não costuma superar os 20 m/min). Além disso, o tempo necessário para recolher ou depositar os paletes nas diferentes estações é mínimo. Essa vantagem faz com que as eletrovias sejam utilizadas especialmente para fazer a ligação entre distâncias longas.
  • Circuito configurável: pode ser ajustado à distribuição do espaço ou às características do edifício e é composto por trechos retos, curvos, cruzamentos ou linhas paralelas. É possível projetar uma infinidade de circuitos personalizados, capazes de interligar distintas áreas do armazém, armazéns diferentes, o mesmo armazém com produção ou inclusive edifícios separados entre si por um túnel (neste caso, com as eletrovias circulando pelo interior) incluindo até mesmo áreas de estacionamento e de manutenção. Trata-se de um sistema de transporte muito versátil e adequado para instalações que tenham previsto efetuar modificações em seu desenho ou fazer futuras ampliações.
  • Sistema modificável: o circuito pode ser redesenhado a qualquer momento incorporando novas estações de carga ou descarga se as necessidades exigirem. Da mesma forma, o número de carros que se encontra em movimento dentro do circuito é variável ajustando-se à quantidade de paletes que é preciso movimentar, sendo possível aumentá-lo em função do crescimento da empresa. Os circuitos podem dispor de uma área de estacionamento onde os carros permanecem à espera de serem utilizados.
  • Fácil manutenção e confiabilidade: fora do circuito se encontra a área de manutenção. Para essa área se dirigem os carros que precisem de alguma intervenção ou conserto. Apesar de sua retirada do circuito o sistema continua funcionando com normalidade.
  • Maior facilidade de limpeza: especialmente no modelo das eletrovias aéreas, pois o solo fica livre de obstáculos facilitando muito o trabalho de limpeza.
  • Sistema econômico: os carros são colocados em funcionamento unicamente quando forem necessários (seja quando têm que transferir a mercadoria até um ponto ou quando estejam vazios e devem retornar ao posto de espera ou para se dirigir à seguinte estação, etc.). Como não necessita que todos os carros do circuito se movam permanentemente, otimiza o consumo energético e, por sua vez, evita o desgaste dos componentes, o que diminui as tarefas de manutenção.

 

Os carros entram em funcionamento quando forem necessários

 

Sistema de controle

Para o correto funcionamento das eletrovias é imprescindível contar com um software de controle potente conectado ao software de gestão de armazéns (SGA).

Os carros contam com um equipamento de controle conectado ao equipamento central sem fio do armazém. Este último é o encarregado de emitir as ordens aos carros indicando-lhes o caminho que devem seguir até chegarem ao seu ponto de destino. O percurso é determinado em função de regras e parâmetros que otimizam os movimentos das eletrovias e definem o caminho mais curto.

Ao longo do circuito é possível fazer alterações, desvios e atalhos para criar caminhos secundários evitando, assim, que os carros tenham que percorrer o circuito completo para se dirigirem às diferentes estações.

O sistema de controle avalia o tráfico de carros e as necessidades de carga e descarga em cada ponto do circuito em tempo real. Dessa forma pode atribuir tarefas para que os carros carreguem e descarreguem a mercadoria evitando a possível criação de pontos de estrangulamento.

Por outro lado, o sistema de controle está preparado para racionalizar a utilização da energia elétrica e gerenciar a aceleração e a freada dos carros, o que favorece um deslocamento suave e com um baixo nível sonoro.

 

As eletrovias são dirigidas por um software de controle conectado ao SGA

 

Dois modelos de eletrovias

Existem dois tipos de eletrovias: aéreas e de solo. Seus componentes, montagem e colocação em funcionamento são muito parecidos. No entanto, tanto suas aplicações quanto vantagens são diferentes.

A escolha do modelo que será instalado depende de diferentes variáveis, como as necessidades de transporte que tenha que cobrir, o tipo de operação desejado pela empresa ou pelas características da carga, entre outras.

Eletrovias aéreas

São as mais conhecidas do mercado. Trata-se de um sistema de transporte de paletes com carros de translação autônomos autopropulsados que estão suspensos por um trilho de alumínio. Este trilho fica pendurado no teto do edifício ou em uma estrutura elevada.

O trilho dispõe de resistência suficiente para suportar os carros com a carga e, além disso, cumpre uma função dupla: por um lado, constitui o caminho pelo qual circulam os carros e os guia em seu percurso e, por outro, tem condutores de cobre que fornecem a potência elétrica aos carros, assim como dispositivos para conhecer sua posição no circuito.

A maior vantagem desse sistema é que o solo fica livre de obstáculos, permitindo a passagem ocasional de outros equipamentos de movimentação.

Esta particularidade converte este sistema no mais adequado nos seguintes casos:

  • Armazéns cujo solo tenha pouca resistência ou um nivelamento deficiente.
  • Instalações em que é necessário superar pequenos desníveis com um declive de até 3%.
  • Áreas que exijam uma limpeza constante (como em armazéns do setor da alimentação).
  • Câmaras que trabalhem sob baixas temperaturas (congelamento).

 

Dois modelos de eletrovias: as aéreas e as de solo

 

Eletrovias de pavimento

Estas eletrovias, cujos trilhos estão apoiados no solo, são as mais apropriadas para os circuitos de dimensões médias. Sua implementação é muito simples, basta verificar se o solo está bem nivelado e tem a resistência adequada para fixar as guias.

É um modelo especialmente indicado para realizar recirculações que fazem a ligação das entradas e saídas de um armazém automático com os postos de picking ou as saídas para a expedição.

As eletrovias de solo oferecem as mesmas vantagens que as aéreas, a única ressalva é que o solo não fica livre para a passagem dos equipamentos de movimentação. Além disso, como não leva estruturas auxiliares o circuito pode ser modificado com facilidade.

 

Dados técnicos dos dois modelos de eletrovias
Carga máxima até 1.500 kg
Tipo de palete (2) 800 x 600 mm
800 x 1.200 mm
1.000 x 1.200 mm
1.200 x 1.200 mm
Velocidade com carga até 100 m/min
Velocidade sem carga até 120 m/min
Aceleração de translação até 0,7 m/s2
Motorização Lenze/SEW
Faixa de temperaturas +40 ºC a -30 ºC
Transportador embarcado roletes/correntes
Posicionamento BPS (código de barras)
Sistema de comunicação Wi-Fi

 


$theme.include($bottom_include)