Delaviuda consegue uma capacidade de armazenamento para 22.000 paletes em seu novo armazém automático

Delaviuda consegue uma capacidade de armazenamento para 22.000 paletes em seu novo armazém automático

Delaviuda opera o armazém automático mais alto de Espanha

plid: 2302572
classNameExpandoValue: {valueId=3804217, companyId=20157, tableId=169426, columnId=3116489, rowId=2302573, classNameId=20002, classPK=2302572, data=case}
className: case
Delaviuda consegue uma capacidade de armazenamento para 22.000 paletes em seu novo armazém automático

Com 42 metros de altura, este centro logístico construído pela Mecalux na localidade de Sonseca (Toledo), permitiu que a empresa Delaviuda obtivesse uma capacidade de armazenamento para mais de 22.000 paletes em uma superfície de apenas 2.290 m2. O armazém, totalmente automatizado, está preparado para duplicar sua capacidade quando o crescimento e as necessidades da Delaviuda exigirem. No fornecimento e com a finalidade de controlar toda a gestão do centro logístico, também foi incluído o software de gestão de armazéns da Mecalux Easy WMS.

plid: 2302572
classNameExpandoValue: {valueId=3804217, companyId=20157, tableId=169426, columnId=3116489, rowId=2302573, classNameId=20002, classPK=2302572, data=case}
className: case
  • Imagens
  • Ficha técnica
    Armazém automatizado
    Capacidade de armazenamento:: 22.152 paletes
    Peso máximo por palete:: 700 kg
    Dimensões do palete:: 800 x 1.200 mm
    Altura do armazém:: 42 m
    Comprimento do armazém:: 101 m
    Largura do armazém:: 22,7 m
    N. de corredores de armazenamento:: 3
    N. de transelevadores:: 3
    Tipo de transelevador:: monocoluna
    Níveis de carga:: 21
    Sistema de extração:: profundidade dupla
  • Baixar PDF

Quem é a Delaviuda

Delaviuda é uma das empresas espanholas com mais renome na fabricação de torrone e derivados, oferecendo até 150 produtos diferentes em mais de 70 países e com um quadro de pessoal que supera os 700 trabalhadores.

Com quase 100 anos de história, a Delaviuda é composta por três empresas: Delaviuda Alimentación, SA, Almendralia Ibérica, SLU e Artenay Bars, SAS. Cada uma delas está especializada em uma atividade determinada, tal como a elaboração de marzipã ou torrones, a plantação e a exploração de amêndoas e a produção de barrinhas, respectivamente.

Requisitos a considerar
A Delaviuda, ao longo da última década, teve um forte crescimento que exigiu melhorar a capacidade de armazenamento de suas instalações e a agilizar a preparação dos pedidos.

Para resolver tal problema, a Delaviuda abordou a necessidade de construir um armazém visando centralizar todas as atividades logísticas da empresa, assim como deveria ter capacidade para armazenar mais de 20.000 paletes. Além disso, como a grande maioria dos envios não é de paletes completos, as instalações também deviam contemplar uma área para a preparação de pedidos.

Para realizar esse importante projeto, a Delaviuda confiou na Mecalux para automatizar os processos de armazenamento a partir dos postos de entrada até os postos de saída, considerando um possível crescimento em um período de tempo relativamente curto.

Um armazém automatizado como solução

Com a finalidade de tirar o máximo partido de uma superfície que não é excessivamente ampla, optou-se por construir um armazém automatizado de 42 m de altura, adjacente a um edifício destinado à área comum de entradas, saídas e picking.

Para agilizar e melhorar o fluxo de mercadoria foi instalado um circuito completo de transportadores controlados graças ao sistema de gestão de armazéns Easy WMS da Mecalux. Além disso, foi prevista a possibilidade de duplicar no futuro a capacidade de armazenamento de uma forma muito simples e sem ter que interromper a atividade da Delaviuda.

O novo armazém proporcionou à empresa uma série de vantagens, entre as quais se destacam a redução dos custos logísticos, a melhoria dos serviços em termos de prazo e quantidades, a agilidade na preparação de pedidos, a redução de erros de preparação, a diminuição dos níveis de estoque e a economia de energia elétrica. O novo armazém da Delaviuda em Sonseca (Toledo) é composto por:

  1. Armazém principal automatizado
  2. Circuito de transporte
  3. Armazém para picking
  4. Armazém de matéria-prima
  5. Armazém de embalagem
  6. Recebimento, expedição e pré-cargas

Armazém automatizado: características
Constituído por três corredores de armazenamento com estantes de profundidade dupla, situadas em ambos os lados. Por cada corredor circula um transelevador que executa os movimentos dos paletes a partir da posição de cabeceira até a localização correspondente.

As estantes possuem 21 níveis de carga, quatro deles para paletes de 1,9 m de altura e o restante para paletes de 1,35 m. Cada nível admite três paletes e no máximo 2.100 kg.

Ao ser um edifício tão alto, as forças horizontais transversais – principalmente as do vento – são absorvidas por um número reduzido de pilares. Tal fato obrigou à realização de uma fabricação especial para que os pilares fossem capazes de suportar, além do vento, o peso dos paletes, seu próprio peso, a neve, assim como a força transmitida pelos transelevadores.

Os transelevadores, que são de construção monocoluna, também devem suportar as cargas dinâmicas transmitidas em situações limite, tal como indica o regulamento correspondente.

Foram colocados tubos de refrigeração na parte superior das estantes, sem perder espaço e permitindo uma correta circulação do ar por todo o edifício, com a finalidade de manter uma temperatura determinada e impedir que a mercadoria se degrade.

Também foram instalados entre as estantes os tubos e sprinklers do sistema contra incêndios, de forma que coincidissem com as longarinas evitando perder espaço e conseguir uma correta aspersão dos paletes armazenados em caso de incêndio.

Os dois transportadores principais do armazém, situados no extremo oposto do lado que coincide com a área das docas e a área de picking, estão dentro de um edifício adjacente de pouca altura que faz a ligação com o armazém central.

Entrada da mercadoria
Uma parte da mercadoria que entra do exterior tem como destino o armazém de matéria-prima. O recebimento ocorre através de um circuito de transportadores, que inclui o posto de inspeção, e um elevador que corrige o desnível existente entre as duas áreas.

Os paletes com destino ao armazém principal entram por um circuito que percorre a parte lateral e posterior do edifício central, para acabar interligando-se à cabeceira do armazém principal. Como se trata de um circuito tão longo, necessário em virtude da distribuição das áreas e da operação realizada, oferece a possibilidade de ter um grande número de paletes de acumulação, que permitiriam continuar operando caso ocorresse um incidente no sistema.

Os dois pontos de entrada e de início de ambos os circuitos de transporte coincidem em uma mesma área.

Disponibilizaram-se, no circuito destinado às entradas do armazém, outros elementos que asseguram o excelente funcionamento das instalações, tais como uma envolvedora, uma etiquetadora, o controle de entradas, o posto de inspeção automática e o posto de rejeições.

Saída da mercadoria
As saídas realizadas a partir do armazém principal podem ir diretamente para a expedição (área de docas) ou para o armazém de picking. Todo o circuito de saídas forma um “U” que percorre a parte posterior do edifício central. No armazém de picking foram disponibilizadas três saídas simples e duas com acumulação para os paletes destinados à expedição. Essas últimas saídas foram adaptadas para que possam pegar nos paletes tanto pelo lado estreito quanto pelo lado mais largo.

Funções de picking
O picking dos produtos de média e alta rotatividade é realizado nos níveis inferiores das estantes, enquanto no segundo nível foram dispostos os produtos de pouco consumo. A reserva paletizada foi localizada nos níveis superiores.

O operador que efetua o picking utiliza transpaleteiras elétricas com elevação que lhe permitem elevar o palete até a altura ergonômica mais apropriada. Esse equipamento de movimentação também oferece a possibilidade de mover os paletes dos níveis superiores e empilhar os pedidos preparados, já paletizados, que tenham pouca altura. Os pedidos preparados no armazém de picking devem passar pela envolvedora antes de serem transferidos às pré-cargas.

Armazém de matérias-primas
Trata-se de uma câmara refrigerada onde são armazenados basicamente produtos a granel, em sua maioria em sacos do tipo big bag que, por sua vez, são colocados sobre paletes. O sistema de armazenamento utilizado é o de paletização convencional, com acesso direto a qualquer palete. Esse sistema é ideal para manter uma correta rotatividade do produto com ajuda do programa de gestão de armazéns Easy WMS da Mecalux.

A mercadoria chega a esse armazém através do circuito de transporte automático formado por transportadores de roletes e correntes. Junto a este armazém, separada por uma parede porque não precisa estar refrigerada, se encontra a área atribuída a embalagens e etiquetas.

Área de docas
A área, localizada em frente do armazém de picking e a área de consolidação dos pedidos preparados, conta com sete docas completamente acondicionadas com o propósito de evitar alterações bruscas de temperatura e correntes de ar entre o exterior e o armazém central..

Os pedidos, colocados no chão e empilhados entre si para otimizar a altura do veículo de transporte, são acumulados nas pré-cargas. Os operadores, através do manuseio de transpaleteiras elétricas, carregam os caminhões.

Sistema de gestão de armazéns Easy WMS
Com o sistema de gestão de armazéns (SGA) da Mecalux é possível controlar todas as operações pertinentes dos diferentes armazéns que compõem esse centro logístico. Entre todas as funções, destacam-se:

  • Recebimento da mercadoria.
  • Etiquetagem.
  • Localização nos diferentes armazéns dependendo do produto e dos parâmetros previamente programados.
  • Gestão do mapa dos armazéns e do estoque em tempo real.
  • Controle das saídas, tanto com destino à produção quanto picking ou expedições, mantendo os critérios parametrizados.
  • Gestão de todos os processos relacionados com o picking.
  • Preparação das rotas de envio aos clientes.
  • Emissão de relatórios.

Todas as ações realizadas pelos operadores são gerenciadas através dos terminais informáticos individuais que fazem parte do sistema de conexão remota através de radiofrequência.

Além disso, o Easy WMS, com apoio do programa de controle Galileo da Mecalux, controla através de regras e rotas já programadas todos os movimentos automáticos feitos pelos diferentes equipamentos mecânicos das instalações, tais como os transelevadores, transportadores, elevadores, envolvedoras, postos de controle, etc.

O Easy WMS está conectado de forma bidirecional e permanente ao ERP SAP do cliente intercambiando informação precisa em todos os processos efetuados no centro logístico..

O sistema contra incêndios
O armazém da Delaviuda cumpre o regulamento local de proteção contra incêndios, graças a um sofisticado e eficiente sistema de detecção e extinção do fogo equipado com detectores de fumaça e outros dispositivos de controle.

Os sprinklers automáticos, ou fire sprinklers, são colocados estrategicamente no interior das estantes com a finalidade de ficarem protegidos de possíveis impactos ocasionais e de oferecer uma correta aspersão nos paletes.

Um armazém autoportante de grande altura
A principal característica de um armazém autoportante é que não há pilares ou colunas que suportem o edifício, pois a estrutura do edifício é formada pelas próprias estantes e a cobertura exterior é apoiada e fixada nelas.

Para o cálculo estrutural de um armazém autoportante considera-se o peso das estantes, da mercadoria armazenada, da força do vento, tanto no que se refere à pressão quanto à sucção da área onde o armazém vai ser construído, o peso da neve de acordo com o regulamento existente, assim como os impulsos efetuados pelos transelevadores e, finalmente, a atividade sísmica correspondente ao território onde esteja situado.

Benefícios para a Delaviuda

  • Elevada capacidade de armazenamento: o armazém da Delaviuda permite armazenar mais de 22.100 paletes em uma superfície de 2.290 m2.
  • Redução de custos: a automatização do armazém, assim como das entradas e saídas da mercadoria, permitiram que a Delaviuda ganhasse eficiência e reduzisse custos de pessoal e logísticos.
  • Incremento da produtividade: o desenho específico do armazém e a automatização dos principais processos possibilitam a preparação dos pedidos no menor tempo possível.
  • Controle do armazém: graças ao sistema de gestão de armazéns Easy WMS, a Delaviuda pode controlar desde o recebimento, armazenamento e expedição da mercadoria até as operações de picking.
Armazém automatizado
Capacidade de armazenamento:: 22.152 paletes
Peso máximo por palete:: 700 kg
Dimensões do palete:: 800 x 1.200 mm
Altura do armazém:: 42 m
Comprimento do armazém:: 101 m
Largura do armazém:: 22,7 m
N. de corredores de armazenamento:: 3
N. de transelevadores:: 3
Tipo de transelevador:: monocoluna
Níveis de carga:: 21
Sistema de extração:: profundidade dupla
plid: 2302572
classNameExpandoValue: {valueId=3804217, companyId=20157, tableId=169426, columnId=3116489, rowId=2302573, classNameId=20002, classPK=2302572, data=case}
className: case

Fale com um especialista 0800 771 8666

Solicitar informação e/ou orçamento