O grande armazém de medicamentos da Geolab que abastece as farmácias do Brasil

O grande armazém de medicamentos da Geolab que abastece as farmácias do Brasil

O centro de logística da Geolab no DAIA armazena 12.360 paletes de medicamentos

O grande armazém de medicamentos da Geolab que abastece as farmácias do Brasil

Em uma área de 10.000 m2, o novo armazém de medicamentos da Geolab no complexo industrial DAIA (distrito agroindustrial localizado em Anápolis, Goiás) tem capacidade para armazenar mais de 12.000 paletes. Nesse centro de distribuição são preparados, com grande rapidez, 150 pedidos diários que abastecem na maior velocidade possível todos os seus clientes distribuídos por todo o país.

  • Imagens
  • Ficha técnica
    Armazém de medicamentos da Geolab
    Capacidade de armazenamento: 12.360 paletes
    Dimensões dos paletes: 1.000 x 1.200 mm
    Peso máx. dos paletes: 1.250 kg
    Comprimento máx. das estantes: 60 m
    Altura: 15 m
    Largura: 2,3 m
    Nº de niveis de carga: 8
  • Baixar PDF

Sobre a Geolab

Fundada em 1999, a Geolab é uma empresa farmacêutica sediada em Anápolis (no centro do país). Produz, essencialmente, medicamentos genéricos em diferentes formatos (frascos, comprimidos, cápsulas, envelopes, etc.) comercializados em todos os estados do Brasil.

Apesar de ser uma empresa muito jovem, sempre manteve uma taxa de crescimento ininterrupta e, atualmente, emprega mais de 1.200 trabalhadores e possui um portfólio de produtos que ultrapassa os 200 tipos de medicamentos.

Anápolis, a cidade farmacêutica

O distrito agroindustrial de Anápolis (Brasil), mais conhecido pelas suas siglas DAIA, é um dos maiores complexos industriais e centros logísticos que existe em toda a América Latina. Ocupa uma área de 593 hectares.

Desde sua inauguração, em 1976, convivem indústrias de setores comerciais tão diversos quanto o farmacêutico, químico, têxtil ou automobilístico. As fábricas do complexo operam durante 24 horas por dia.

Parte do sucesso do DAIA deve-se à sua localização estratégica em um importante eixo de ligações rodoviárias, muito próximo das principais estradas e do aeroporto internacional de Anápolis, assim como dos incentivos fiscais promovidos pelo governo para as indústrias que se instalarem em todo o estado de Goiás.

Junto à Geolab, o DAIA abriga mais de 20 empresas farmacêuticas que, no total, produzem aproximadamente 15 bilhões de medicamentos por ano. Desde a década de 80 até hoje, essas empresas conseguiram um aumento nas vendas sem precedentes como resultado do aumento do consumo dos medicamentos genéricos no Brasil.

Necessidades e solução da Geolab

A agilidade é geralmente uma das prioridades de qualquer armazém, independentemente do setor comercial ao qual pertençam. No entanto, no setor farmacêutico, isso adquire uma dimensão particular por ter um impacto direto na saúde das pessoas. A rapidez é fundamental para poder abastecer com pontualidade as farmácias e que os clientes possam comprar os medicamentos exatamente no momento em que necessitam deles.

Outra das prioridades desse setor é garantir a segurança da mercadoria, ou seja, que os medicamentos sejam mantidos nas condições adequadas de armazenamento para serem suficientemente eficazes. Por isso, o controle dos paletes era uma das prioridades do novo armazém da Geolab.

Recentemente, a Geolab estreou um armazém de 10.000 m2 ao lado de sua fábrica, a apenas 500 metros de distância. A instalação destina-se ao armazenamento de produtos acabados, prontos para serem distribuídos aos seus clientes.

A Mecalux equipou esse armazém com estantes para paletes. Uma das vantagens dessa solução é que o acesso direto aos produtos proporciona muita velocidade às tarefas de armazenamento e preparação de pedidos.

Cada medicamento em seu devido lugar

As estantes medem 15 m de altura, com oito níveis e 60 m de comprimento. Devido às grandes dimensões dessas estantes, a mercadoria foi distribuída baseando-se em sua rotatividade.

O armazém foi segmentado para agrupar os produtos de características semelhantes na mesma área (dietética, cosméticos, devoluções, material promocional, etc.).

Os produtos com um menor nível de demanda (uma vez que se recorre a eles com menos frequência) são depositados nos níveis superiores das estantes. Por outro lado, os medicamentos mais consumidos são depositados nos níveis inferiores para facilitar seu acesso. No momento de introduzir e remover os paletes de suas localizações, os operadores recorrem a empilhadeiras retráteis e também às empilhadeiras elétricas(estas últimas são utilizadas apenas para o primeiro e segundo nível).

Na área de recebimento são descarregados em média 150 paletes por dia provenientes dos caminhões da fábrica. Depois de realizados os controles de entrada pertinentes, as referências são armazenadas, seja em estantes convencionais ou em canais dinâmicos de picking.

O picking, a operação central

Diariamente são preparados cerca de 150 pedidos (com picos de até 250 pedidos), formados por 300 linhas de pedido cada um deles. Essa operação ocorre, principalmente, nos níveis inferiores das estantes para os pedidos de caixas completas.

Os separadores vão até as localizações indicadas pelo sistema de gestão de armazéns (SGA) e, uma vez ali, coletam as caixas necessárias para depositá-las em um palete que transferem com a ajuda de uma transpaleteira e onde agrupam as referências que compõem o pedido. Através da utilização de um SGA que dirige toda a operação, é possível evitar que ocorram erros.

Em uma das áreas do armazém foram instaladas estantes dinâmicas para picking destinadas aos produtos de menores dimensões. São formadas por plataformas com roldanas que têm uma leve inclinação para que as caixas se desloquem por gravidade.

Estas estantes podem receber no máximo até 5 caixas, dependendo das dimensões das mesmas. Os separadores extraem os artigos indicados diretamente do interior das caixas. Uma das vantagens dessa solução é que as reservas estão localizadas no mesmo nível, atrás da primeira caixa, por isso os produtos necessários sempre estão disponíveis.

Os pedidos concluídos e prontos para saírem do armazém são agrupados na área de pré-carga, exatamente em frente às docas, à espera da chegada do caminhão. Diariamente cerca de 200 paletes saem desse centro de distribuição. Cada doca foi separada por fechamentos metálicos para que somente os separadores autorizados possam ter acesso a essas áreas.

Benefícios para a Geolab

  • Máxima capacidade de armazenamento: as estantes oferecem uma capacidade de armazenamento que permite receber 12.360 paletes de produtos acabados e prontos para serem distribuídos.
  • A segurança é uma prioridade: a distribuição da mercadoria de acordo com suas características e demanda, bem como o uso de fechamentos metálicos, garantem a manutenção da qualidade dos medicamentos.
  • Agilidade em todas as operações: o acesso direto aos paletes facilita a preparação de 150 pedidos diários e ajuda a prestar um serviço mais rápido e eficiente.
Armazém de medicamentos da Geolab
Capacidade de armazenamento: 12.360 paletes
Dimensões dos paletes: 1.000 x 1.200 mm
Peso máx. dos paletes: 1.250 kg
Comprimento máx. das estantes: 60 m
Altura: 15 m
Largura: 2,3 m
Nº de niveis de carga: 8

Produtos neste projeto

Fale com um especialista 0800 771 8666

Solicitar informação e/ou orçamento