Lar: armazenamento robotizado de alimentos em temperatura congelada

26/05/2021

A empresa de alimentos Lar Cooperativa Agroindustrial construirá um armazém automático de paletes gerenciado pelo Easy WMS da Mecalux em suas instalações frigorificas em Matelândia (Brasil). Operando a uma temperatura constante de -25 oC, optou pela automação de modo a manter a cadeia de frio e evitar o trabalho dos operadores dentro da câmara.

O novo armazém automatizado com Lar Cooperativa Agroindustrial Alimentos

O armazém terá 26 m de altura e consistirá em três corredores com estantes de profundidade dupla em ambos os lados, que fornecerão uma capacidade total de armazenamento de 6.864 paletes. Com esta solução, que aproveitará o volume da câmara de congelamento, o consumo de energia por palete armazenado será menor.

A prioridade da Lar Cooperativa Agroindustrial com este projeto é manter a mercadoria armazenada nas melhores condições. Por esta razão, uma pré-câmara será construída para as entradas e saídas de mercadoria que evitará mudanças bruscas de temperatura, perdas frias e condensações.

Também será instalado o Easy WMS, o Sistema de Gerenciamento de Armazém, com o qual a rastreabilidade total da mercadoria será controlada, a partir do momento em que os produtos chegarem ao armazém até que sejam expedidos para entregar aos clientes.

Com o armazém automático busca-se uma maior flexibilidade nos processos logísticos devido a estocagem ocorrer na planta fabril, aliado a garantir a confiabilidade no processo de rastreabilidade dos produtos estocados e vantagens como: redução dos custos de operação (energia, mão de obra), velocidade de operação e espaço de estocagem.

Douglas Demenech, Engenheiro Mecânico de Cooperativa Lar Agroindustrial

Sobre a Lar Cooperativa Agroindustrial

Criada em 1964 quando 55 pequenos agricultores do RS e SC se uniram na antiga Gleba dos Bispos, onde atualmente fica o município de Missal (PR) para cultivar a terra, criar animais, extrair madeira e comercializar insumos. Graças à profissionalização constante e visão de futuro, o grupo foi sendo reestruturado, num processo que culmina na agroindustrialização, na década de 1990, e em uma gestão integrada, baseada desde 2017 em três superintendências: Administrativa Financeira, Negócios Agrícolas e Suprimentos e Alimentos. Encerrou 2019 com faturamento de quase 7 bilhões de reais. Possui cortes de frango habilitados para chegar em mais de 80 países, pela América, Europa, Ásia e países árabes.