Cofan - uma referência logística entre as empresas que trabalham com múltiplas referências.

Este centro, projetado e implementado pela Mecalux, proporcionou à Cofan uma grande agilidade e dinamismo em suas operações, o que lhe permite oferecer um serviço de entrega 24 horas aos seus clientes.

Cofan - uma referência logística entre as empresas que trabalham com múltiplas referências.

Transcrição vídeo

Localizado em Ciudad Real, Espanha, se encontra o centro logístico da Cofan, uma empresa com mais de 15 anos de experiência no setor de fornecimento industrial, ferragens e bricolagem.

Este centro, projetado eimplementado pela Mecalux, proporcionou à Cofan uma grande agilidade e dinamismo em suas operações, o que lhe permite oferecer um serviço de entrega 24 horas aos seus clientes.

Venancio Alberca (diretor-geral da Cofan)
Quando decidimos implementar um sistema logístico, como o que foi instalado aqui na Cofan, abordamos uma série de dúvidas e requisitos que deveríamos resolver. Um deles refere-se à diversidade de produtos com os quais trabalhamos, com diferentes medidas e características. Já o outro diz respeito aos diferentes tipos de rotatividade desses produtos, que vão desde artigos com altíssima rotatividade até outros com pouca. A partir dessa abordagem inicial a Mecalux começou a configurar o projeto e o desenvolvimento da logística do produto. O resultado fica patente pela modernidade de nossas instalações, onde estão localizados os produtos de baixa rotatividade no miniload, os produtos de média rotatividade na área de picking e os de alta rotatividade em outra área especificamente reservada para poder preparar os pedidos com recolhe-pedidos automáticos.

O armazém está dividido em cinco áreas principais unidas através de um circuito de transportadores que percorre o armazém desde sua entrada até sua saída.

No início do circuito quatro máquinas formam e preparam as caixas para logo situá-las nos transportadores. Estas máquinas fornecem à área de picking quatro tipos de caixas que são combinadas em função da volumetria do produto.

Uma vez montadas, as caixas circulam pelo circuito de transportadores até a área de picking central. Nesta área foram disponibilizadas seis mesas de roletes de grande capacidade para a preparação de pedidos por zona. Os operadores situados em ambos os lados da esteira recebem as caixas e colocam o produto atribuído para cada pedido.

A reposição das estantes de picking é realizada a partir das estantes de paletes dispostas em ambos os lados desta área de picking.

As caixas avançam automaticamente percorrendo as diferentes mesas onde se encontra o produto correspondente a cada pedido. Os operadores, através da utilização de carros de preparação, percorrem os corredores das estantes extraindo as referências que o SGA lhes indica através de terminais de radiofrequência.

Se o pedido estiver completo o transportador encarrega-se de transferi-lo automaticamente até o final do circuito. Caso não esteja completo, as caixas avançam até o seguinte posto de picking.

Venancio Alberca (diretor-geral da Cofan)
O pessoal do armazém agora trabalha de uma forma muito mais cômoda. Não é necessário percorrer grandes distâncias para completar um pedido, pois é o mesmo quem se move até chegar já concluído ao final da linha. Após, é fechado automaticamente e enviado através da agência de transportes atribuída.

Ao lado da área de picking central se encontra o armazém automático miniload, que fornece produtos de pouco tamanho e baixo consumo.

O armazém miniload, totalmente automatizado, conta com três corredores onde se deslocam três transelevadores que atendem os 19 níveis. A capacidade total deste armazém é de quase 15.000 caixas.

O software Galileo da Mecalux encarrega-se de controlar os diferentes movimentos executados pelos transelevadores.

O miniload dispõe de um circuito fechado que transporta as caixas para os diferentes postos de picking.

Seguindo as ordens do sistema de gestão, os operadores extraem os produtos para logo introduzi-los nas caixas correspondentes.

Uma vez completado o pedido, os operadores conferem a caixa para que possa seguir seu caminho pelo circuito restante.

Independentemente do miniload, seguindo pelo mesmo circuito de transportadores, as caixas chegam à área de material sensível que está separada do armazém restante por paredes resistentes ao fogo devido ao caráter inflamável de seus produtos.

Saindo do armazém de produtos sensíveis, as caixas percorrem poucos metros até chegar à área de consolidação, onde se controla e valida o peso da mercadoria. Caso não seja o adequado, a caixa é rejeitada pelo sistema e desviada para um corredor a fim de ser reacomodada.

Finalmente, a mercadoria proveniente das diferentes partes do armazém chega à área de classificação, onde é selada e etiquetada para sua posterior distribuição.

A parte final do circuito está equipada com um classificador, conectado ao software de gestão do armazém, que distribui a mercadoria nos cinco canais dinâmicos para sua expedição final.

O centro da Cofan constitui uma referência logística entre as empresas que trabalham com múltiplas referências.

A remodelação logística deste centro permitiu que a empresa reduzisse seus custos operacionais e atingisse seu objetivo de oferecer um serviço de entrega 24 horas aos seus clientes.

 

 

Ver transcrição completa

Ocultar transcrição