DECASA: Armazenamento e picking de alto desempenho

O resultado é um complexo logístico de vanguarda, que reúne controle, eficiência e rapidez em seus processos, e que se destaca por contar com um picking de alto desempenho, solução imprescindível para uma empresa que gerencia mais de 7.000 produtos.

DECASA: Armazenamento e picking de alto desempenho

Transcrição vídeo

No estado mexicano de Veracruz está localizada a empresa DECASA, dedicada à distribuição de produtos de alto consumo, cujo centro logístico foi projetado e implementado pela Mecalux.

O resultado é um complexo logístico de vanguarda, que reúne controle, eficiência e rapidez em seus processos, e que se destaca por contar com um picking de alto desempenho, solução imprescindível para uma empresa que gerencia mais de 7.000 produtos.

ALBERTO HERNÁNDEZ RODRÍGUEZ – GERENTE DE PROJETOS LOGÍSTICOS
Buscávamos um sistema rentável que nos ajudasse a controlar os processos dentro de nossa rede de fornecimento e que ao mesmo tempo nos permitisse estender o crescimento para o sudeste do país, com a abertura de nossa nova filial em Veracruz.

Ponderamos vários possíveis fornecedores especialistas neste tipo de solução e escolhemos a Mecalux porque nos ofereceu uma solução integral que controlava nosso alto número de referências que, por sua vez, permitia manusear o elevado inventário de nosso armazém.

O armazém combina diferentes sistemas. Em uma primeira área temos o armazém automático e o sistema compacto Pallet Shuttle, e adjacente a esta, a área de picking com as torres e o classificador.

A mercadoria entra pelas docas de descarga situando-se em uma área de empilhamento à espera de ser armazenada.

O armazém automático da DECASA é uma estrutura autoportante de 34 metros de altura por 68 m de comprimento, com uma capacidade para 28.000 paletes.

Dispõe de 2 transelevadores utilizados pelos 8 corredores do armazém.

Esse reduzido número de transelevadores representa uma grande redução de custos, e tudo isso graças à ponte de transbordo.

A ponte de transbordo encarrega-se de deslocar os transelevadores de um corredor para o outro.

O transelevador localizado sobre a ponte está fixado e é transferido lateralmente até o corredor de destino, onde ocorrerá o transbordo.

Esta solução é utilizada em armazéns onde a rotatividade da mercadoria não é muito alta, mas sim o volume de armazenamento.

ALBERTO HERNÁNDEZ RODRÍGUEZ – GERENTE DE PROJETOS LOGÍSTICOS
Esta ponte de transbordo nos ajuda a transferir os transelevadores para cada um dos corredores. Este sistema maximiza o volume de armazenamento, otimizando custos comparativamente ao de um armazém autoportante, por isso é uma solução mais econômica.

 

Na cabeceira do armazém automático ocorre tanto a entrada quanto a saída da mercadoria.

Com a ajuda de um carrossel duplo são localizados os paletes no corredor que lhes corresponda.

Exatamente em frente da cabeceira do armazém automático se encontram as estantes com dois níveis de carga que incorporam o sistema Pallet Shuttle da Mecalux.

A DECASA localiza nesta área seus produtos de maior consumo.

A segunda grande área deste centro logístico é a de picking, com as torres de picking e o classificador

Os operadores encarregam-se de abastecer as torres com mercadoria que provém tanto do armazém quanto da área do Pallet Shuttle.

Tal abastecimento ocorre durante o dia para que a partir das 21h00 os operadores possam começar a realizar as tarefas de picking.

As torres de picking contam com três blocos de estantes com cinco níveis de carga. Os níveis 1 a 3 destinam-se ao picking. Ali foram instaladas estantes dinâmicas pela força da gravidade que respondem às exigências do fluxo FIFO, o primeiro palete que entra é o primeiro que sai. Nos níveis 4 e 5 as estantes são do tipo push-back, destinadas à reserva para abastecer de forma rápida os três primeiros níveis.

Os operadores selecionam as caixas indicadas pelo sistema colocando-as em esteiras transportadoras que percorrem toda a estrutura pela sua parte central, até chegar à extremidade posterior.

Ali um transportador em espiral encarrega-se de elevá-las até o terceiro nível, onde se acumulam todas as caixas selecionadas dos outros três níveis.

As caixas selecionadas que circulam pelos transportadores de cada torre se unem em um único transportador denominado “classificador”.

Um leitor ótico, situado no início deste classificador, identifica as caixas para verificar o pedido ao qual vão ser atribuídas. Este sistema conta com umas sapatas, instaladas nas lâminas do transportador, que se encarregam de levar a mercadoria até a saída que lhes corresponda.

Existem 11 saídas inclinadas que abastecem 11 docas de carga a partir de onde é realizada essa expedição.

Este sistema possibilita trabalhar com pedidos por ondas. Os operadores dispensam caixas nos transportadores e o classificador prepara os pedidos de forma automática.

A Mecalux foi capaz de proporcionar à DECASA uma solução integral de alto desempenho, indispensável para realizar um picking rápido e eficiente, para que fosse possível continuar cumprindo o compromisso adquirido com seus clientes.

Ver transcrição completa

Ocultar transcrição