"Bill of materials" (BOM): a melhor aliada da cadeia de produção

28 Dezembro 2020

A lista de materiais, ou bill of materials (BOM) em inglês, é um documento que define todos os elementos essenciais para realizar um processo de produção. Geralmente, a lista de materiais está envolvida nas etapas de projeto, produção e montagem de um produto.

Um bom exemplo, a bill of materials de um fabricante de pães inclui matérias-primas como farinha, fermento, água e, ao mesmo tempo, a infraestrutura necessária para a produção de pão, como amassadeiras e fornos.

Neste artigo, examinamos a importância da lista de materiais na cadeia de produção, como é criada e os diferentes tipos de BOMs existentes.

O que é uma Bill of Materials ou BOM?

Uma lista de materiais, Bill of Materials ou BOM, é uma lista completa das matérias-primas, peças e ferramentas necessárias para fazer um determinado produto. A lista de materiais também deve incluir os componentes e subcomponentes que compõem um produto, bem como as quantidades necessárias de cada um deles.

Além disso, a lista de materiais incorpora as instruções exatas do processo de produção e a sequência de montagem do produto.

O termo BOM (Bill of Materials) não deve ser confundido com MTO (Material Take Off), embora às vezes sejam usados ​​como sinônimos. Um BOM é usado para a fabricação de produtos, enquanto um MTO é um documento semelhante, mas aplicado ao setor de construção.

Este documento é um exemplo que mostra alguns dos itens contidos em uma lista de materiais (BOM)
Este documento é um exemplo que mostra alguns dos itens contidos em uma lista de materiais (BOM)

Em suma, uma BOM é um inventário com todos os elementos essenciais para a fabricação de um produto. Hoje, definir uma BOM em detalhes é um processo chave para reduzir custos nas operações de armazém.

Para que serve uma lista de materiais?

Uma lista de materiais detalhada e bem planejada tem um impacto positivo no abastecimento correto das linhas de produção. Os armazéns devem se adaptar aos exigentes ciclos de produção e, para que toda a cadeia de suprimentos esteja coordenada e em sintonia, o primeiro passo para qualquer fabricante é compilar adequadamente uma lista de materiais.

Uma lista de materiais bem definida ajuda as empresas em:

  • Planejar a compra de matéria-prima: determina qual matéria-prima deve ser comprada e em que quantidade produzir um produto, reduzindo custos ao evitar o excesso de matéria-prima.
  • Estabelecer o custo do material: além da matéria-prima, há um custo relacionado aos equipamentos que devem ser utilizados no manuseio dessa matéria-prima, desde simples tesouras ou pistolas de cola, até sofisticadas máquinas de corte.
  • Evitar rupturas de estoque: a planta de produção deve ter sempre a matéria-prima necessária para fabricar um produto sem interrupção.
  • Detectar e minimizar erros: a Bill of materials define todos e cada um dos processos relacionados à fabricação de um produto. Seguir essas instruções específicas em cada etapa diminui a probabilidade de cometer um erro e é mais fácil detectar onde e quando ocorreu um incidente (rastreabilidade do produto) 

Em resumo, um BOM é o ponto de partida para alcançar uma cadeia produtiva otimizada, sem erros e trabalhando a plena capacidade.

Projeto e estrutura de uma lista de materiais (BOM)

O design de uma BOM deve ser claro e conciso. De acordo com uma estrutura hierárquica, os materiais necessários para a fabricação de um produto são detalhados, com o nível mais alto mostrando o produto acabado e os componentes e subcomponentes nos níveis mais baixos.

Os componentes de uma bicicleta são representados neste exemplo hierarquicamente em uma lista de materiais (BOM)
Os componentes de uma bicicleta são representados neste exemplo hierarquicamente em uma lista de materiais (BOM)

Entre os métodos mais comuns para representar uma lista de materiais, podemos diferenciar duas estruturas de BOM dependendo da complexidade do produto e do grau de detalhe que você deseja alcançar:

  • Single-level bill of materials: lista de materiais não específica e destinada a produtos sem muita complexidade. Esta BOM mostra os componentes e a quantidade correspondente necessária de cada um para fazer o produto final. Um exemplo seria a lista de materiais para uma mesa, pois consiste apenas em quatro pés, uma tábua, parafusos e porcas.
  • Multilevel bill of materials: inclui vários níveis, com seus componentes e subcomponentes, bem como a relação entre eles e sua quantidade. Em suma, é uma lista mais detalhada que reflete todo o material para fazer um produto. Por exemplo, no BOM de uma bicicleta. Num primeiro nível temos quatro componentes e a quantidade necessária: caixa de câmbio (1), rodas (2), pedais (2) e quadro (1). A caixa de câmbio e o quadro por sua vez, incluem subcomponentes:
    - Caixa de câmbio: câmbio traseiro (5),  Pedivela (3) e cabo (2).
    - Quadro: freio (2), selim (1), guidão (1), garfo (1).

Da mesma forma, a lista de materiais (BOM) também é caracterizada por conter especificações adicionais que ajudem a entender melhor o processo de fabricação:

  • Nível: a cada material em uma Bill of Materials (BOM) é atribuído um número que corresponde ao nível hierárquico da lista de materiais. O nível 0 é o produto final, 1 os componentes, 2 os subcomponentes e assim por diante. A indicação do nível facilita a compreensão da estrutura da lista.
  • Número de identificação: cada material, peça ou componente que consta na lista de materiais recebe um número que facilita sua identificação de forma fácil e rápida.
  • Descrição: a lista inclui uma descrição de cada material ou componente que ajuda a melhor compreender, identificar e distinguir os elementos que o compõem.
  • Quantidade: o número de unidades necessárias para cada componente deve ser especificado. É essencial garantir um ritmo de produção ininterrupta. 
  • Observações: quaisquer informações adicionais e relevantes devem ser inseridas para o bem de todos os participantes da lista de materiais (BOM).

Tipos de BOM

Existem diferentes tipos de listas de materiais que foram adaptadas e personalizadas de acordo com sua finalidade e necessidades de negócios. Estas são as principais BOM:

  • MBOM (Manufacturing Bill Of Materials): a lista de materiais de fabricação (MBOM) contém informações sobre todas as peças e conjuntos necessários para construir um produto, bem como o material de embalagem para poder enviar o produto acabado ao cliente. As informações do MBOM são usadas para calcular quando os materiais devem ser adquiridos e quando a ordem de produção deve começar. O MBOM auxilia o departamento de compras a definir uma periodicidade na compra de peças e a negociar um melhor preço com os respectivos fornecedores.
  • EBOM (Engineering Bill Of Materials): esta lista de EBOM é criada por engenheiros de produto durante a fase de design e geralmente é baseada em um desenho CAD (Computer Aided Design) ou EDA (Electronic Design Automation). Refere-se a como o produto acabado foi projetado anteriormente. Uma EBOM rigorosa e precisa é essencial, principalmente para o lançamento de um novo produto, pois é o documento que garante a disponibilidade de materiais e peças na hora da fabricação. É comum haver mais de uma EBOM para um produto, pois o design passa por uma série de revisões.
  • SBOM (Service Bill Of Materials): uma lista de materiais de serviço (SBOM) é uma lista que inclui as etapas de instalação e reparo, bem como todos os componentes reparáveis ​​que um serviço técnico deve levar em consideração para garantir o correto funcionamento de um produto.
  • Sales Bill Of Materials: uma receita de materiais de vendas fornece todos os detalhes de um produto acabado antes da montagem e durante a fase de vendas. Nesse tipo de lista, o produto acabado e os componentes aparecem como itens separados no documento de pedido de venda. 

Na realidade, pode-se fazer uma BOM para praticamente qualquer atividade que requeira diferentes elementos e processos, desde cozinhar um simples prato de feijoada até fazer um avião sofisticado. As listas de materiais não são exclusivas ou independentes, ou seja, é possível que, para a realização de uma atividade, seja criada mais de uma lista técnica.

Software para BOM: ERP e WMS

O uso de software é essencial para controlar e monitorar automaticamente a correta aplicação de uma lista de materiais (BOM).

Décadas atrás, as listas de materiais, especificamente o MBOM (Manufacturing Bill Of Materials), eram gerenciadas por sistemas, ou seja, um software responsável pelo planejamento e gerenciamento de materiais para controle de estoque e produção. Com o passar dos anos, os sistemas MRP evoluíram para um ERP (Enterprise Resource Planning) moderno e mais completo, que inclui ferramentas que controlam os elementos relacionados à produção de um produto.

Paralelamente e compatíveis com ERPs, estão localizados os sistemas de gerenciamento de armazém (WMS). Eles oferecem ferramentas ainda mais precisas e sofisticadas que o ERP para alcançar maior desempenho tanto na cadeia de produção quanto na armazenagem e fornecimento de matérias-primas, produtos semiacabados e produtos acabados.

Um exemplo disso é o módulo WMS para produção disponível no Easy WMS da Mecalux. Este módulo permite uma integração total dos processos de abastecimento nas linhas de produção com a armazenagem do produto acabado. Com isso, obtém-se uma total rastreabilidade e gestão do estoque, o tempo de ciclo nos processos produtivos é melhorado e uma maior qualidade do produto é alcançada.

Um WMS possui uma lista de materiais automatizada e garante um fluxo eficiente de mercadorias entre o armazém e as linhas de produção
Um WMS possui uma lista de materiais automatizada e garante um fluxo eficiente de mercadorias entre o armazém e as linhas de produção

BOM: logística e produção unidas

Todos os elementos envolvidos na cadeia de suprimento devem estar perfeitamente otimizados e coordenados para se obter o melhor resultado possível. No que diz respeito à cadeia de produção e logística, é fundamental que funcionem de forma sincronizada, pois o desempenho de um influencia diretamente o do outro.

Para isso, é necessário ter uma lista de materiais detalhada, que contenha todas as informações relacionadas à fabricação de um produto e que atenda às necessidades de áreas como logística ou compras, por exemplo. Afinal, podemos dizer que BOM é a receita de um produto, a etapa inicial e de desenvolvimento a partir da qual são definidos todos os materiais e elementos que participarão da fabricação do produto final.

Para garantir uma boa gestão da lista de materiais, a automação e a utilização de software são duas premissas básicas. Portanto, não hesite em entrar em contato com a Mecalux para que uma equipe de especialistas possa ajudá-lo a melhorar os processos de seu armazém.