Vista de um armazém usando prateleira convencional

Tipos de estantes industriais para armazém

18 Fevereiro 2020

As estantes são estruturas metálicas nas quais são depositadas as unidades de carga, sejam estas caixas ou paletes. Existe uma grande variedade de tipos estantes industriais que abrangem as necessidades de armazenagem de mercadorias de diversos tipos. Vejamos em detalhes quais são os principais tipos de estante industrial:

1. Estantes industriais convencionais

Com as estantes convencionais, a mercadoria é acessada de forma direta graças aos corredores e cada palete, gaveta ou contêiner que ocupa uma localização, por isso ter o controle do estoque é menos complexo em relação a outros sistemas.

Os porta paletes são a opção mais versátil. As estantes convencionais são ideais para armazenar referências de diferentes tipos, pois as prateleiras se adaptam ao tamanho, espaço e peso.

Por outro lado, as estantes para picking destinadas a caixas ou unidades de carga menores que um palete também podem adotar o sistema convencional e são personalizáveis com acessórios, caso seja necessário manusear produtos com formatos especiais como pneus ou reposições.

2. Estantes compactas

Os sistemas de armazenagem compactos ou por acumulação se baseiam na formação de corredores dentro das estantes onde são colocados os equipamentos de movimentação como empilhadeiras ou paleteiras para depositar ou extrair os paletes. Assim, a carga fica situada de forma paralela e pode ser localizada nos diferentes níveis de altura disponíveis a partir do próprio corredor interior.

Existem dois sistemas de armazenagem compactos diferentes:

  • Estantes compactas drive-in: são as mais comuns. Neste caso, existe um único corredor para o acesso da empilhadeira e funcionam seguindo a estratégia LIFO, o último palete a entrar é o primeiro a sair. Utilizadas para mercadoria não perecível.
  • Estantes compactas drive-through: os sistemas compactos drive-through são instalados deixando um corredor em ambos os lados para que os equipamentos de movimentação possam fazer manobras em ambas as extremidades. Dessa forma, é possível operar com FIFO, o primeiro a entrar é o primeiro a sair, muito utilizado quando os produtos são perecíveis.
O diagrama a seguir mostra os dois tipos de estante compacta: drive-in e drive-through
O diagrama a seguir mostra os dois tipos de estante compacta: drive-in e drive-through

A principal vantagem das estantes compactas é conseguir dobrar a capacidade de armazenagem em relação ao sistema convencional em altura e superfície. No entanto, é necessário optar por elas quando os produtos armazenados forem homogêneos: cada corredor deve contar com o mesmo tipo de referência e ser de baixa ou média rotatividade.

- Estantes dinâmicas e push-back

Trata-se de uma variedade do sistema de armazenagem por acumulação. A fórmula do sucesso desse tipo de estante é aproveitar a força da gravidade para agilizar o tempo de carga e descarga.

Estantes dinâmicas FIFO

As estantes dinâmicas respondem à necessidade de seguir uma rotatividade ou giro de estoque que segue rigorosamente o critério FIFO (o primeiro a entrar é o primeiro a sair).

Os trilhos das estantes estão levemente inclinados de forma que a mercadoria paletizada é colocada na parte superior e se move — graças aos roletes — para a extremidade inferior, ponto de saída a partir de onde a mercadoria paletizada é recuperada através dos equipamentos de movimentação. Por isso, essas estantes são dispostas como ilhas com corredores ao redor, pois ambos os lados são utilizados para depositar e extrair paletes. Esse sistema é muito utilizado em armazéns de produtos perecíveis.

Por outro lado, é necessário destacar que essa mesma estratégia também se aplica ao picking, quando tratamos unidades de carga menores como caixas ou contêineres. Nesse caso, falamos de estantes dinâmicas para picking.

Estantes dinâmicas push-back (LIFO)

As estantes push-back também utilizam a ajuda da força da gravidade para operar, com a diferença de que os paletes são depositados e coletados a partir de uma mesma extremidade da estrutura.

Cada nível da estante conta com um carro com rolamentos aderidos às longarinas. Isso facilita o impulsionamento da carga para o fundo uma vez que é colocada em um novo palete e, quando for retirada, o resto desliza de forma controlada para a borda da estante. Essa modificação permite funcionar com o sistema LIFO e níveis de rotatividade ou giro de estoque médios.

Detalhes do carro no tipo de estantes push-back
Detalhes do carro no tipo de estantes push-back

- Estantes cantilever móveis

Se o armazém contar com produtos paletizados de rotatividade média ou baixa, uma solução pode estar nas mãos das Movirack, as estantes móveis da Mecalux.

Esse tipo de estante tem uma base motorizada que facilita seu deslocamento lateral sobre trilhos no solo. Assim, é possível economizar o espaço destinado a corredores e se mantém o acesso direto aos paletes.

3. Estantes cantilever para produtos volumosos

Atrás do nome cantilever temos o tipo de estante adequado para produtos alongados ou volumosos. São formadas por colunas de aço de onde saem braços capazes de segurar cargas leves, médias e pesadas.

Em suma, o tipo de estante industrial a escolher para o armazém depende de diversos de fatores, tais como as características da mercadoria, sua rotatividade ou as dimensões do armazém, entre outros. Se estiver em busca do tipo de estante que se adapta melhor ao seu armazém, não hesite em entrar em contato conosco, um especialista da Mecalux vai assessorá-lo de forma personalizada. Contamos com mais de 50 anos de experiência em soluções de armazenagem personalizadas.