Cadeia de suprimentos sustentável para reduzir o impacto ambiental

04 Agosto 2022

Uma cadeia de suprimentos sustentável é aquela que fornece produtos e serviços que satisfazem os clientes com o menor impacto ambiental possível e operando de uma forma socialmente responsável.

As mudanças climáticas é uma das maiores ameaças do século XXI e, como tal, preocupa as empresas e a população. Por isso, as empresas buscam soluções para reduzir as emissões de gases de efeito estufa na atmosfera em todas as suas operações (por exemplo, promovendo uma logística verde).

Neste artigo abordaremos como o uso responsável e sustentável dos recursos de uma cadeia de suprimentos permite reduzir os custos e representa uma grande oportunidade para as empresas que pretendam melhorar suas relações comerciais e fidelizar os seus clientes.

O que é uma cadeia de suprimentos sustentável

Uma cadeia de suprimentos sustentável é aquela que busca reduzir o impacto ambiental e social adverso em todas as suas etapas, desde a fabricação de um produto e seu armazenamento até sua entrega ao cliente.

Como se consegue? De acordo com o estudo State of Supply Chain Sustainability 2020 do Massachusetts Institute of Technology (MIT), através de um gerenciamento sustentável dos recursos (energia, água, matérias-primas…) e da utilização de energias renováveis.

Para tal, é necessário contar com a colaboração de todos os agentes que intervêm na cadeia de suprimentos, desde os fornecedores de matérias-primas, recipientes e embalagens até as transportadoras que se encarregam de fazer a distribuição dos pedidos. Todos eles devem unir esforços e promover ações concretas como a utilização de matérias-primas de origem sustentável ou a racionalização dos recursos utilizados.

A cadeia de suprimentos sustentável prioriza um uso racional dos recursos
A cadeia de suprimentos sustentável prioriza um uso racional dos recursos

Vantagens de uma cadeia de suprimentos sustentável

Contribuir para a sustentabilidade da cadeia de suprimentos traz benefícios importantes:

  • Redução de custos. As empresas que reutilizam matérias-primas conseguem reduzir suas despesas de forma significativa.
  • Melhora da imagem corporativa. De acordo com um estudo sobre consumo realizado pela empresa de tecnologia IBM, seis de cada dez consumidores pesquisados estão dispostos a alterar seus hábitos de compra de modo a reduzir o impacto ambiental. Portanto, as empresas que realmente estejam preocupadas com o meio ambiente, e adotem medidas nesse sentido, ganharão reputação e serão mais competitivas.
  • Inovação e progresso. A estratégia de sustentabilidade na cadeia de suprimentos consiste em implementar novos processos e redesenhar diferentes práticas organizacionais. Dessa forma, é possível melhorar produtos e descobrir novas oportunidades de negócio, o que contribui para o progresso e a inovação das empresas.

É evidente que o gerenciamento sustentável da cadeia de suprimentos deixou de ser uma mera questão de imagem, pois, se tornou uma necessidade e uma estratégia que traz benefícios às empresas, além de melhorar sua relação com o meio ambiente e a sociedade.

Três ações para implementar uma cadeia de suprimentos sustentável

Uma cadeia de suprimentos sustentável deve garantir a eficiência, as melhores práticas e a transparência em cada um de seus elos. Para tal, podemos implementar as seguintes ações:

Visibilidade das operações

Trata-se do primeiro passo para implementar qualquer tipo de alteração na cadeia de suprimentos com o objetivo de conseguir uma visibilidade absoluta sobre tudo aquilo que ocorre dentro e fora do armazém.

Como obter essa visibilidade? Com a ajuda da digitalização. Por exemplo, um Sistema de Gerenciamento de Armazém faz um acompanhamento de todos os processos que ocorrem em um centro logístico. Dessa forma, é possível verificar o status das diferentes operações do armazém, algo fundamental para avaliar seu impacto e poder otimizá-las.

Um WMS avançado possui módulos que analisam os indicadores de desempenho de forma mais detalhada. No caso do Easy WMS da Mecalux, trata-se do Supply Chain Business Intelligence, um programa que oferece dados úteis sobre as principais atividades do armazém. Baseando-se nessa informação, o chefe de armazém é capaz de introduzir melhorias estratégicas destinadas a aumentar a produtividade e a sustentabilidade.

O mais adequado seria que as empresas que compõem uma mesma cadeia de suprimentos (fornecedores de matérias-primas ou de embalagens, operadores logísticos, etc.) utilizassem essas ferramentas em suas instalações logísticas.

Centralização

Juntar toda a mercadoria no mesmo espaço é outra estratégia que permite criar uma cadeia de suprimentos sustentável, pois dessa forma se evita o movimento contínuo de caminhões entre diferentes instalações.

Um bom exemplo que demonstra a eficácia dessa prática é o da empresa italiana Bomi Group, operador 3PL de produtos médicos e farmacêuticos que decidiu agrupar a mercadoria em um único armazém equipado com estantes para paletes e estantes para picking da Mecalux. Graças a essa decisão, a firma reduziu suas emissões de CO2 em aproximadamente 60 toneladas anuais, as quais eram geradas devido ao alto número de caminhões que eram obrigados a deslocar-se entre os vários armazéns da empresa.

O operador logístico Bomi Group priorizou a sustentabilidade em seu armazém
O operador logístico Bomi Group priorizou a sustentabilidade em seu armazém

Automatização do armazém

A tecnologia ajuda as empresas a otimizar a sustentabilidade na cadeia de suprimentos, uma vez que lhes permite aproveitar melhor os recursos e poluir menos.

Os equipamentos de movimentação automáticos como transelevadores ou transportadores são energeticamente eficientes. Ao deixar de utilizar gás e outros combustíveis fósseis altamente poluentes se reduz as emissões de CO2 na atmosfera.

Os transelevadores para paletes da Mecalux, por exemplo, estão equipados com um motor elétrico IE3 de alta eficiência e de regeneradores de energia que devolvem à rede elétrica a energia gerada durante as manobras de descida e desaceleração. Embora a quantidade de energia regenerada dependerá do peso deslocado e da altura do transelevador, estima-se que a economia média sobre o consumo de energia total de uma máquina se situa entre 15% e 20%.

Os transelevadores possuem regeneradores de energia que permitem reduzir o consumo de energia
Os transelevadores possuem regeneradores de energia que permitem reduzir o consumo de energia

Colaboração e comunicação para o gerenciamento da cadeia de suprimentos sustentável

Uma logística sustentável exige que os diferentes armazéns e centros logísticos adotem boas práticas organizacionais e se empenhem em promover o uso racional e responsável dos recursos para reduzir o impacto ambiental e social adverso associado às suas atividades. Para atingir tal objetivo, é indispensável haver uma estreita colaboração entre todos os agentes que intervêm na cadeia de suprimentos.

Do ponto de vista logístico, a automatização é uma das soluções que oferecem os melhores resultados para consolidar uma cadeia de suprimentos sustentável. A Mecalux tem uma vasta trajetória implementando esse tipo de instalação, entre em contato conosco e lhe explicaremos como conseguir um armazém eficiente para reduzir o impacto ambiental.